segunda-feira, 31 de março de 2014

Tradição: Ovos de Páscoa

|| || 18 comentários
Agradeço primeiramente o convite da amiga Michelle Hernandez do blog Decoração e Invenção, e também pela compreensão dela em me aguardar, então fiz uma pequena pesquisa para essa minha primeira participação na BC Segunda Páscoa Linda.



Olhando vários trabalhos na internet com decoração de ovos me fiz a pergunta: sim, mas , como surgiu essa ideia de presentear com ovos? E fui ler no "tio Wiki"  o que eles dizem.

É uma tradição milenar relacionada ao cristianismo, mas existem registros da troca de ovos muito antes do surgimento de Cristo, pois o ovo é símbolo de vida e fertilidade para muitos povos.

No Equinócio da Primavera (21 de Março) os agricultores já enterravam ovos na terra para pedir boa colheita durante o ano. Os egípcios e os gregos também pintavam os ovos de galinha ocos. No Oriente também existe essa tradição com os ovos.

E foi durante o Cristianismo que isso foi difundido para todos os povos para celebrar a ressurreição de Jesus Cristo.   

Os ortodoxos, nos países da Europa do Leste transformaram os simples ovos em verdadeiras obras de arte. Da Rússia à Grécia a cor predominante é o vermelho, na Alemanha é o verde e na Bulgária ao invés de esconder os ovos há verdadeiras guerras campais com eles nas mãos onde o último que ficar com ele inteiro até o fim da disputa será o mais bem sucedido na família até a próxima Páscoa. 

Pintura Ucraniana (AQUI)

Ucrânia (AQUI)


Rússia (AQUI)

Eduardo I da Inglaterra oferecia ovos banhados em ouro aos súditos preferidos,  Luís XIV da França os mandava pintados e decorados como presente dando início assim aos modelos artificiais em madeira, porcelana e metal contendo surpresas em seu interior aos presenteados.  Luís XV presenteou sua amante com um enorme ovo contendo uma estátua de Cupido em seu interior. Essas tradições inspiraram os famosos, belos e caríssimos ovos da coleção de Peter Carl Fabergé. 




Nem preciso dizer que separei essa obra de arte pela pintura magnifica com motivos japoneses:


E enfim os Pâtissiers franceses esvaziavam os ovos e os enchiam com chocolate e decoravam por fora para os pais darem de presente aos seus filhos. No final do século XIX, com o melhoramento da tecnologia foi que surgiram os ovos totalmente de chocolate que conhecemos hoje.

Mais um pouco dessa arte belíssima



Mas se você assim como eu, não saberia fazer essas obras primas que tal uma um pouco mais fácil?


Uma decoupage simples deixa os simples ovinhos mais alegres não é mesmo?!!! Minha amiga Patrícia do Fuxicando Idéias é fera nessa arte.

Juro pra vocês que esse eu sei fazer, lembram dessa minha garrafinha AQUI, parece né!!!


Ou se vocês não querem esses tipos de ovos de galinha (ninguém quer  rsrsrsrs) e querem se lambuzar no chocolate mesmo, tem esses mais tradicionais e tenho certeza maravilhosos, da amiga Cici

AQUI ÓÓÓOO

E tem mais Páscoa Linda nas amigas e vou atualizando conforme todas forem postando aqui embaixo.

Decoração e Invenção - Mi Hernandez - Decorando com Cordeirinhos 
Arquitetura Ene - Josiene Vassallo - Cupcakes e coelhos de Toalha de Mão
C de Cici - Cici Shimada - Brigadeiros no Palito
Lih só faz Artes - Eliane Vilela - Móbile de Páscoa com Reciclagem de CD e DVD
Poções de Arte - Bruxa - Outro Símbolo da Páscoa
Fuxicando Idéias - Patrícia - Mousse de Limão mais Ovo Maciço de Chocolate
Mônica Artesanatos - Moqueca de Peixe
Ateliê da Gabriela - Gabriela Barreto - Ovos Shabby Chic







Um grande beijo e uma linda semana!!

Kaku











sexta-feira, 28 de março de 2014

Apresento: A Saga do Gigante!

|| || 27 comentários
Cof, cof!!! Muita poeira por aqui rsrsrsrs. Oieeee, tem alguém em casa? Alguém ainda se lembra de mim?!!! 

Bem meninas, como tinha comentado no meu post anterior eu voltaria em algum dia de Março e escolhi a BC da minha amiga Bruxa, queridíssima, pra voltar. Depois do projeto do ano passado, nada melhor que uma BC pra dar as caras por aqui. E tenho mesmo um mega projeto que começou em agosto de 2012. Nossa, como faz tempo isso!!!

Como comentei estou montando um cantinho pra que eu possa deixar de brincar de ser artesã e comece realmente a levar a sério o que gosto de fazer. Deixar de considerar o que faço como hobby e montar um pequeno e quem sabe, grande negócio. E lá atrás eu imaginei isso quando a tia do meu marido colocou na rua um guarda-roupas maravilhoso na rua. Não pensei duas vezes e coloquei todas as tábuas pra dentro do meu quintal (ela mora na casa ao lado da minha). 


Todas as peças estavam intactas e a madeira é daquela antiga e muito boa, não essas porcarias que vemos por aí que dissolvem até com vapor. Levei tudo pra casa dos meus pais e ele não demorou a tomar forma nas mãos habilidosas do meu "papis soberano". Na mesma semana encontrei uma caçamba com um beliche antigo e dei de cara com o pé dele em madeira resistente também. Meu pai acha que é pau-brasil pela cor avermelhada da madeira quando lixamos.


Ele se transformou no alicerce resistente do meu armário.

Fomos até a madeireira escolher o fundo e pensem numa pessoa feliz num parque de diversões, era eu nesse lugar.


Passamos massa em tudo pra tirar imperfeições e os buracos onde ficavam as dobradiças do guarda-roupa e lixamos. Essa etapa é a mais chata garanto!!!


E meu "Gigante", como passei a chamá-lo nessa época, ganhou seu corpo.



E então ele ficou desmontado por um ano e quatro meses na parede da minha cozinha esperando que eu o pintasse. Passei o ano de 2013 inteiro aprendendo técnicas para o meu trabalho a seguir e nas férias de janeiro desse ano de 2014 comecei a pintá-lo e deixar com o aspecto que ele está hoje. 

Não foi fácil, levei vários dias, mas posso dizer que o resultado foi compensador e que sou apaixonada por ele. Foi a maior coisa que já fiz até hoje no quesito arte.



Usei esse produto para dar fundo no móvel todo e deixá-lo o mais branco possível para receber a tinta final.


Eu sinceramente não consigo entender como algumas pessoas pintam algo tão grande assim em apenas um final de semana. Lendo nos rótulos, o tempo de espera entre uma mão e outra é 12 horas e isso de um lado, pois pra poder virar são mais 12. Ou seja, foram 2 dias só pra uma mão de fundo. A mesma coisa para a tinta. Passei mais de uma semana pintando e esperando secar. São 72 horas de espera pra poder montar. Nesse período fui me apaixonando um pouquinho mais por ele a cada segundo que ele ficava lindo.




Aqui ele já estava todo pintado de branco e aguardando as 72 horas pra poder montar. Tem técnica pra poder pintar assim, apanhei na primeira tábua, mas depois peguei o jeito e fiquei muitooooo feliz de ter aprendido sozinha. 


Usei essa tinta aqui


Depois colei o tecido no fundo usando cola branca. Usei um tecido Vintage que comprei especialmente para esse fim.

Tábua com tecido colado e ela sem

E aí a montagem (não reparem na baderna que estava minha cozinha rsrsrs)


Detalhes do meu Gigante




Depois de pintado não se vê de jeito nenhum que um dia ele foi escuro. XD

E aqui meu Gigante em todo seu esplendor do alto de seus 2,30 mt  de altura e 1,14 mt de largura.


Toda a vizinhança viu meu trabalho e foram conferindo a cada dia o andamento do meu esforço. Meu pai e eu nos sentimos orgulhosos pelo nosso trabalho. Ele criou o que imaginei e eu embelezei. Nunca me esquecerei desse trabalho e mesmo ao escrever me vem lágrimas aos olhos. E como ele é especial pra mim, quis compartilhar com vocês nessa BC maravilhosa que nossa amiga Bruxa criou e que tem pessoas super talentosas participando. Só mostrarei como ficou meu ateliê quando todas as coisas ficarem prontas.

Essa postagem faz parte da BC: 


Vou atualizando todas as participantes aqui conforme forem postando:

Bruxa: Vassourinhas
Josiene Vassallo: Almofada Capitonê
Eliane Vilela: Buquê de Rosas em EVA
Beatriz Paulistana: Cantinho dos Vasos de Flores
Gabriela Barreto: Costurices na Cozinha
Karen Kessler: Toalha de Mesa
Silvana Cotrim : Garrafas Recicladas
Elizabeth Gavilan: Projeto Kawaii
Christiane Garcia: Superman em Ponto Cruz





Obrigada a todas!!! Bjs!!!

Kaku

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...