sexta-feira, 27 de junho de 2014

Letras 3D como Display

|| || 39 comentários
Olá queridas!!! Como estão? Eu estou bem e produzindo cof cof rsrsrsrrsrs. E já estamos no final de junho e com ele mais um Desafio da amiga Bruxa, isso quer dizer que hoje teremos muitos trabalhos lindos pra nos inspirar. \o/

Nesse mês tivemos no dia 18 o aniversário da nossa querida e minha best friend Cici, e como estaria como ela mesma disse, "no meio do olho do furacão da Copa", resolvemos antecipar uma festinha pra ela. E junto com outras amigas, também minhas best friends, fizemos um Brunch maravilhoso pra nossa flor japonesa com o tema junino.

E até o último momento pra variar eu não sabia o que fazer pra levar de decoração, mas eis que na madrugada do sábado, o Brunch seria no domingo, eu tive a luz divina do que era pra eu fazer. Sabem aquelas letras que vemos os Paps no Pinterest e dizemos...um dia farei...pois é, eu tive a feliz idéia de:

- E se eu usasse aquelas letras como display de brigadeiros?!!!!! - BINGOOOOOOOO!!!!

Levantei cedíssimo no sábado, larguei marido e filho ao léu e me espalhei na mesa da cozinha pra fazer as tais letras. Papelão eu tenho de monte em casa e catei uma caixa dessas de produtos que tem no mercado. Tenho juta também que sobrou da festa de Halloween de 2 anos atrás, e só tive que ir atrás de chita e as embalagens pra brigadeiros.

Não vou negar, passei o sábado inteiro confeccionando as letrinhas, mas foi um trabalho prazeroso, fácil e cheio de amor pra nossa amiga que não merece menos que isso. E vamos combinar Cici...se seu nome fosse maior que 4 letras aí a história seria diferente kkkkkk

E chega de bla blá blá e vamos as fotos...



Desculpem a bagunça e também não tenho fotos das letras abertas, mas me inspirei nesse trabalho do Pinterest AQUI. É super fácil de fazer, mas no lugar dos copinhos eu usei o próprio papelão pra dar sustentação as letras.




Forrei papel paraná com a juta e depois colei tudo com cola quente menos as embalagens de doce que usei fita crepe pra segurar pra depois ficar fácil de retirar os brigadeiros na hora de servir e comer.







E aqui já compondo a decoração feita por outras best friends Lia e Vi Agio!!!




Cici conta mais sobre a festinha dela AQUI e AQUI

E essa foi minha participação desse mês. Mas podemos aprender e nos inspirar em todas as participantes que graças a Deus e ao charme e meiguice da nossa amiga Bruxa, aumenta a cada dia. ^3^

Essa postagem faz parte do "1 Projeto por Mês" do blog Poções de Arte




Atualizando no decorrer do dia:

Poções de Arte - Fraldinha - AQUI
Ateliê da Gabriela - Minha família em quadros ou Quadros da Família - AQUI
Alê Bordados e Crochê - Semaninha - AQUI
Meu lado Arteiro - Tela "brincando" de Scrap Mixed Midia - AQUI
Art & Casa - Bonequinha de Feltro - AQUI
Crocheteando Momentos - Floreira de Parede - AQUI
Patches by Márcia Ruiz - Carteira com a Técnica Picote - AQUI
C de Cici - Flor de Crochê - AQUI
Pequenos Grandes Pensantes - Photoshop e Crochê - AQUI
Fuxicando Idéias - Reaproveitando uma Porta de Armário - AQUI
Vivendo e Atuando - Tilda e Padrão Zentangle - AQUI
Sposata - Jardim Vertical com Madeira Reciclada - AQUI
Arquitetura Ene - Agenda Jeans - AQUI
Casinha da Eliane - Aventais para Vidros - AQUI
Recicla...Cria e... - Projeto Duplo - AQUI
Lih Só Faz Artes - Tapete de Sala em Crochê - AQUI
Caminhando na Arte - Quadrinho com Isopor - AQUI
Mônica Artesanatos - Boneca de Pano - AQUI
Zizi Santos - Duas tags - AQUI
Artesanato: Moldes e PAPs - Quadro do Divino - AQUI
Ideias em 3D - Cachecol - AQUI
Ponto Cruz da Chris - Costura - AQUI
Meu Cantinho - Toalha de Lavabo em Ponto Crivo - AQUI


Beijos!!!

Kaku




quarta-feira, 11 de junho de 2014

Maquete de Engenho de Cana-de-Açúcar

|| || 22 comentários
Olá queridas!!! Hoje vim mostrar para vocês um trabalho de escola que ajudei o meu filho a fazer. Foram 3 semanas ao todo trabalhando nesse projeto. A parte que coube ao filhote foi a pintura e montagem das canas e montagem da maquete em si. Ele também apresentou no colégio e explicou o passo a passo do engenho na época do Brasil Colonial. 

Vou escrever todos os materiais que usei na composição, para que possa ajudar a quem possa interessar nos próximos trabalhos.






Para a moenda usamos palitos de sorvete, papel paraná, papelão molinho, e palitos de churrasco. Na Casa de Purgar, as panelinhas foram feitas com tampinhas de cola colorida.




Para o rio usamos celofane azul dobrado, a parte marrom imitando barro é EVA atoalhado, o verde da grama é papel camurça verde. Esses cavalinhos e vaquinhas são aqueles de festinhas infantis que passei primer e depois pintamos das cores dos animais reais. No original eram vermelho e azul.




O telhado da Casa das Caldeiras, foi feito com pinha, a lenha é palito de dente e o chicote do capataz é sisal. Todas as roupinhas dos personagens foram feitas com massa de biscuit que tingimos na cor que queríamos.
A Casa das Caldeiras e Fornalha foi feita com papel Paraná e a fumaça da chaminé usamos manta acrílica.




A Capela foi feita a partir de uma caixa de chocolate, papelão, papel cartão no telhado e papel laminado dourado para a vidraça. As plantas da decoração usamos plantas artificiais.




A Senzala também foi uma caixa de chocolate em pó que viramos do avesso e o Leandro pintou. No telhado usamos musgo. O tronco do Pelourinho foi o caule grosso de uma planta artificial que desgalhamos. As alfaces foram feitas com massinha de biscuit e a cerquinha com palitos de sorvete cortados ao meio.





A ponte é de plástico de um brinquedo do meu filho.




Todos os humanos são aqueles bonequinhos que usamos para lembrancinhas de aniversário bem baratinhos que encontramos em casas de 1,99. O Leandro pintou os escravos um a um.




Carroça feita de papel paraná, a cana usamos palitos de churrasco com aquela fita de floricultura verde. O cabresto foi reciclagem de um material que veio prendendo um alicate que tinha comprado. Serviu direitinho!!! *--*




Casa Grande foi feita com papel paraná, as escadarias usamos uma caixa de cereal e o telhado foi sugestão da Maria,  M de Maria Ateliê, que indicou papel ondulado branco pintado de vermelho pra acompanhar a decoração do exterior da casa.



Srta. Amália apaixonada pelo escravo da fazenda que está de castigo no tronco (sim, pois, depois de tanto trabalho já começamos a contar histórias com os personagens do Engenho rsrsrrs)



Aqui o pai dela, sujeito bravo e sem coração, mas no final será dobrado e aceitará o romance dos dois \o/



 O canavial foi feito com fita de floricultura, palitos de churrasco, e planta artificial. No chão usamos musgo para parecer a folhagem da cana seca.



Os escravos carregando a carroça para produção do açúcar, garapa, rapadura e todos os quitutes que eram vendidos na fazenda. Toda a maquete foi feita sobre uma lâmina bem grossa de isopor. Todas as peças foram coladas com cola quente e cola branca.

Na apresentação da escola o Leandro levou rapadura cortada em lascas para que os alunos, que quisessem, pudessem experimentar. Sua nota foi 10 pela apresentação, e 10 pelo trabalho.

Esse é o tipo de trabalho que a professora deu para os pais trabalharem com seus filhos, a ideia era essa mesma, uma interação entre nós e apredizagem divertida. Vamos lembrar desse projeto pro restos de nossas vidas e a matéria ,com toda certeza, ficará guardada em nossa memória. Apesar do imenso trabalho foi muito gostoso e gratificante ver o resultado final.

Espero que tenham gostado.


Um grande abraço a todos,



Kaku e Leandro


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...